1 ano de Mãe At Work

1 ano de Mãe At Work

Hoje o Mãe At Work faz um ano. E em 1 ano MUITA coisa aconteceu.

O projeto nasceu com a vontade de dar uma sacudida no assunto. E conseguiu.

Conseguimos espaço para debater o tema na televisão, em jornais, na internet, em grandes veículos de comunicação, em empresas, workshops, palestras, e até numa grande campanha publicitária de uma marca ultra famosa. Fiz grandes amigas através do blog, pessoas que mudaram suas vidas, que se transformaram, que questionaram o status quo.
E a causa ganhou visibilidade e novos rumos. Inclusive fora do Brasil.

Hoje eu diria que estou ‘afiando o machado’. Muitas coisas acontecendo aqui atrás, nos bastidores, enquanto mal dá tempo de dividir com a galera que segue o blog. O que é um erro, porque sei que vocês comemoram cada conquista.

Queria agradecer a cada mãe que coloca sua opinião, que escreve, que traz novas reflexões e que não se acovarda nem se acomoda diante da vida. E dizer que tem MUITA coisa mudando pra melhor por aí. E MUITA novidade chegando.

Tenho uma razão muito forte para levar adiante esse projeto. O que me movimenta e me faz não esquecer dele nem por um minuto, mesmo quando não estou trabalhando nele. Porque o tempo todo vivo equilibrando esses pratos e tentando girá-los. Hora derrubo os do trabalho, hora os da saúde, hora os da família, hora os do lazer. São tantos e eles precisam de uma atenção tão constante que quando percebo que tudo vai bem, acabo procurando mais pratos para que o desafio seja maior.
Talvez faça isso inconscientemente. Talvez faça parte da minha natureza. O fato é que, mesmo trabalhando feito uma louca no último ano – minha prioridade continua sendo o bem estar, o cuidado e a atenção com as minhas filhas.
Elas são a minha razão para levar adiante esse projeto.
Porque um dia elas serão mães e enfrentarão os mesmos desafios.

Só que elas precisam acreditar que é possível. Elas precisam enxergar esperança, ver que não serão vítimas.
Serão responsáveis pelo próprio destino.

Quero que elas sejam condutoras das próprias vidas, mesmo que ‘as condições de temperatura e pressão’ sejam desfavoráveis.

Porque existe sim muita coisa errada, ruim, massacrante por aí, mas existem pessoas e exemplos maravilhosos. E esses me inspiram a ir adiante. É acendendo essa luz na escuridão que a gente pode fazer a diferença.

Obrigada a todas e todos que se uniram a nós nesse ano. Tem muita coisa boa vindo por aí – mas não posso estragar a surpresa.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *