Ser o que se sonha, do jeito que se é

Ser o que se sonha, do jeito que se é

Se hoje discutíamos sobre ‘ser quem você é‘, na fanpage, acabamos acertando em cheio na escolha do filme no cinema das crianças nesta segunda.

Assistimos ‘A bailarina‘, que a princípio, parece ser só mais uma daquelas sequências em que a pequena menina órfã é desencorajada a seguir seus sonhos, mas acaba insistindo neles, mas a história é mais rica do que isso.

Felicie é ousada, se arrisca o tempo todo para ir em busca daquilo que quer, e não mede esforços para realizar seu sonho. Para isso, foge do orfanato, vai parar numa cidade estranha, onde se apega à uma mulher que diz odiar crianças, mas que acaba sendo sua grande mentora.

Depois de conseguir a vaga na escola de dança, de uma maneira desonesta, ela passa a treinar incessantemente para ser escolhida para a peça mais famosa de Paris. No entanto, seus planos naufragam quando descobrem sua farsa, e ela precisa contar com o próprio talento para se manter num lugar onde a exigência é grande e a disputa é acirrada.

E aí que começam os grande ensinamentos.

A menina finalmente se dá conta de que não adianta ter toda a técnica do mundo, se não fizer aquilo com paixão. E ela é movida a paixão.

Ama a dança e coloca em cada movimento, sua alma, seus sentimentos, e encanta justamente por ser quem é, e acabar se tornando aquilo que queria se tornar.

Então, enterra quem queria enterrar seus sonhos, e mostra que nem sempre o caminho para a realização pode ser fácil, mas quando olhamos lá pra dentro e enxergamos o motivo pelo qual estamos fazendo o que fazemos, tudo vale a pena.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *