O que rolou no workshop Tirando os Projetos do Papel

O que rolou no workshop Tirando os Projetos do Papel

O workshop desta sexta “Tirando os projetos do papel”, que preparei com o amigo e parceiro de projetos, André Boaventura, surgiu numa conversa por áudio de whatsapp no trânsito da Marginal enquanto a Carina Lucindo Borrego nos convidava para falar de algum tema na Casa de Viver.

A gente sabia que precisava preparar alguma coisa, mas fomos esperando o que o dia – e as pessoas – iriam trazer. Só na hora a gente sabe a energia das pessoas, quem são elas, e o que estão fazendo ali. O que sabíamos é que não falaríamos sobre planejamento, nem ensinaríamos a fazer o ‘como’, nem daríamos ferramentas. Estávamos dispostos a mudar todos os paradigmas.

E então que aconteceu o improvável. Numa sala, me vi diante de dezenas de figuras inspiradoras e queridas, que já compartilharam aqui suas histórias, que me acompanham através do Mãe At Work ou deram grandes guinadas inspiradas por histórias contadas aqui – minhas e de outras mães. E vi o poder que brota dos encontros, das trocas, dos relatos.

Tinha as queridas coachs Raquel Tetti e Andressa Bonini, que complementaram o que falamos sobre autoconhecimento e desenvolvimento pessoal, tinha a Rachel Carneiro de Sousa que contribuiu com sua bagagem de conseguir abrir a própria empresa, continuar atuante no mercado corporativo (em esquema home office) e conseguir equilibrar isso com o papel de mãe, tinha a amiga Cibelle Silva, que está tirando do papel seu projeto de abrir sua agência de comunicação, tinha a Paty Barroso, que já abriu seu fantástico coworking para mães e filhos em São José com o marido, e está no ponto de alavancar o negócio, tinha mãe da Suiça que está no Brasil com projetos especiais de vida e carreira, a imbatível Amanda Martinelli, que manja tudo de produtos digitais e nos levou dicas poderosas. E outras mães e pais, que, juntos, traziam reflexões importantes para redefinirmos certos conceitos tão arraigados nas nossas crenças, como o tal do sucesso, como a tal da estabilidade, como o tal do medo, e, compartilhando histórias, falamos do encontro com a morte.

Sim, só esse encontro nos dá a dimensão da necessidade de viver o AGORA, de estar no presente, de sonhar com o futuro, mas AGIR com consciência de que o amanhã pode ser tarde para tirar um projeto qualquer do papel, de que a urgência é realizar sonhos, viver, e ter TEMPO.

Tempo para não correr de um lado para o outro feito máquina, batendo cabeça e infeliz. Tempo pra olhar no olho do filho e saber o que se passa. Tempo pra SE CONHECER e entender o que quer, de fato. Só se conhecendo o cara sabe se a pegada dele é mercado corporativo ou empreendedorismo. Se é trabalhar de casa, se é começar uma nova carreira, se é encerrar um ciclo, se é partir para outro, com coragem e determinação, se só o conhecimento de mercado é necessário pra abrir um negócio, ou se, o que pega de verdade é a dificuldade de lidar com a instabilidade financeira, as responsabilidades que vem com a autonomia (de tempo, inclusive). Também contei alguns cases (DEVIDAMENTE AUTORIZADOS) inspiradores de alguns livros que tive o prazer de escrever como ghost writer, cujas histórias (REAIS) dos personagens (empresários, empreendedores, celebridades, etc), me trouxeram grandes insights de vida e carreira.

Porque só quando a gente divide histórias, sabe que todo mundo já comeu muita merda, já passou por muito perrengue, e as coisas não acontecem num estalar de dedos. E talvez isso traga um certo alívio, ao perceber que a vida real exige coragem diária, mas exige também uma entrega, uma fé, abrir mão do controle… que é mais difícil do que simplesmente tirar um projeto do papel.

Enfim, que tarde, amigos! Obrigada a todos que estiveram presentes. Quem eu não marquei se manifeste para não perdermos contato! Em breve tem MAIS!
Vamos nos jogar na vida!

2 comments

  1. Camilla says:

    Boa noite!

    Foi muuuito bom! Amamos a tarde… tanto aprendizado!

    Agradecemos por tudo!

    Camilla, Ricardo e Lorena s2

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *